Privatização dos transportes públicos é perigoso para as pessoas. Pagamos e não temos boas estratégias, pois estamos nas mãos dos empresários, mas eles também estão em nossas mãos! Viva à Revolta do Busão!

Rompendo Amarras

No dia 15 de agosto de 2012, o Governo Federal lançou o Programa de Investimentos em Logística: Rodovias e Ferrovias (confira apresentação), programa anunciado como “capaz de dotar o País de um sistema de transporte adequado”, que coloca a disposição de setores privados a manutenção e o gerenciamento das principais rodovias e ferrovias brasileiras. O programa foi aclamado por mega-empresários – “É um kit felicidade para o Brasil”, diz Eike Batista – e por setores da direita brasileira – PSDB parabeniza; Delfim Netto concorda – contentes pela intensificação do processo de privatização iniciado no setor na década de 1990, durante o governo Fernando Henrique Cardoso.

Não é de hoje que o transporte brasileiro sofre com sérios problemas de falta de estrutura adequada, porém o governo Dilma busca solucioná-los tratando o setor do mesmo modo que o governo FHC. Entre 1995-2002 foram implementandas diversas concessões, que resultaram na privatização…

Ver o post original 1.079 mais palavras

Anúncios

Vagas literalmente vivas e utilizadas para as pessoas…

“Todo mundo estava surtando com a crise do nosso país, mas eu fiquei bem animado”. O entusiasmo é do arquiteto Jonh Bela, um dos sócios da empresa de design urbano Rebar, em São Francisco. Bela refere-se à crise do mercado imobiliário que abalou a economia dos Estados Unidos em 2008. “As pessoas se preocupavam com a recessão econômica, mas eu particularmente acho que é na escassez de recursos que temos mais espaço para inovação”, diz Bela, tentando explicar seu raciocínio. Talvez seja uma forma um tanto simplista de encarar as coisas. Mas fato é que foi justamente no auge da crise que um dos principais projetos da Rebar, o Parking Day, ganhou mais força e espaço na cidade de São Francisco.

Iniciado em 2005, o Parking Day nasceu como uma ocupação artística das vagas públicas de carros em São Francisco. Durante algumas horas, um tapete de grama sintética…

Ver o post original 672 mais palavras